Gestão de pequenas empresas: o que é essencial para meu negócio? - Ventura
Pensando nesse cenário, a gestão de pequenas empresas surge como uma necessidade muitas vezes mais complexa do que o esperado, pois envolve diversos aspectos como acompanhamento de estoque, planejamento financeiro e análise da concorrência. Para dar conta do desafio, é essencial se manter bem informado e estar em constante aprendizado! Por isso, preparamos esse artigo para ensinar as melhores práticas para gerenciar empresas de pequeno porte.
Todo empreendedor começa com um sonho. Mais liberdade para tomar decisões, maior rentabilidade e uma vida com mais propósito são motivações comuns em quem decide abrir seu próprio negócio.
16820
post-template-default,single,single-post,postid-16820,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-16.7,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.2,vc_responsive

Gestão de pequenas empresas: o que é essencial para meu negócio?

Gestão de pequenas empresas: o que é essencial para meu negócio?

Todo empreendedor começa com um sonho. Mais liberdade para tomar decisões, maior rentabilidade e uma vida com mais propósito são motivações comuns em quem decide abrir seu próprio negócio.

Pensando nesse cenário, a gestão de pequenas empresas surge como uma necessidade muitas vezes mais complexa do que o esperado, pois envolve diversos aspectos como acompanhamento de estoque, planejamento financeiro e análise da concorrência.

Para dar conta do desafio, é essencial se manter bem informado e estar em constante aprendizado! Por isso, preparamos esse artigo para ensinar as melhores práticas para gerenciar empresas de pequeno porte.

Cuidar da gestão do estoque

O estoque é uma parte muito importante da operação da empresa. Seja um estoque para uso interno, seja para vendas, sempre haverá a necessidade de organizar muito bem todos os itens.

Um bom controle de estoque é aquele que permite planejar as compras, calcular o giro das mercadorias e reduzir a necessidade de utilização do dinheiro do caixa. Já parou para pensar que itens estocados significa dinheiro parado? Considerando isso, é importante manter armazenado somente a quantidade estritamente necessária.

O estoque deve ter um inventário, que é a listagem que considera a quantidade, identificação e classificação dos itens guardados. Tudo deve ser cadastrado quando entra, baixado quando sai e conferido periodicamente em busca de perdas ou inconsistências.

Com o tempo, a gestão do estoque permitirá que você avance ainda mais, gerando informações que criam a possibilidade de planejar compras com maior exatidão. Trata-se de uma importante forma de otimizar as receitas!

Prestar atenção à gestão financeira

A empresa precisa de lucro para ser uma atividade viável e interessante para o empreendedor. O principal propósito da atividade empresarial é ter rentabilidade e cuidar das finanças, sendo essencial garantir que haja boas entradas e um bom uso do dinheiro.

O empreendedor que realiza a gestão de pequenas empresas deve acompanhar de perto os indicadores de desempenho. Para um controle financeiro eficiente, a melhor opção é listar os números por categorias que permitam refletir sobre a atividade da empresa.

Os indicadores financeiros do negócio que devem ser observados de perto são:

  • contas a pagar e a receber;
  • recebíveis programados e em atraso;
  • saldos de contas correntes;
  • fluxo de caixa;
  • despesas fixas e variáveis;
  • planejamento financeiro de compras e investimentos.

Outro ponto essencial é a contabilidade. Se você está com dúvidas da qualidade do serviço prestado por seu contador, recomendamos a leitura do nosso Guia Definitivo para Trocar de Contador.

Monitorar as receitas

Quando os valores recebidos pela empresa fazem parte de uma única listagem de controle, fica muito mais simples entender o fluxo de recebimentos. Isso também permite perceber rapidamente quando há uma queda no faturamento, permitindo a criação de um plano para superar as dificuldades.

Monitorar as receitas não serve apenas para se preparar para momentos de crise! Também é possível visualizar um crescimento e aproveitar a oportunidade para investir no que tem trazido mais retorno para o negócio.

Reduzir despesas

Gastar mal o dinheiro que se ganha pode fazer com que você tenha que trabalhar mais desnecessariamente. Por isso, um bom controle de despesas pode aumentar a rentabilidade sem aumentar o faturamento!

Uma lista completa das despesas, seja em um software de gestão, seja em uma planilha, permite que você identifique se há algo que pode ser reduzido ou até mesmo eliminado. Quanto menos despesas, mais dinheiro no bolso!

Saber o valor exato de uma despesa aumentam as chances de obter negociações mais vantajosas com fornecedores ou com a substituição dos produtos e serviços em que não foi possível obter desconto.

 

Nossa proposta é oferecer serviços contábeis e de gestão financeira.